Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

lua e viola

lua e viola

22
Mai18

José Fanha

lua e viola

53.jpg

Para Mia Couto
 
 
Elefantemos portanto.

Deixemos esta tão precária pele
Aprender outros saberes

Deixemos
Portantomente
O olhar do paquiderme
Ensinar ao passarinho
As paisagens do deslumbre
Das escritas mais antigas.

Permitamos que o vento sopre.
E que a pedra exista.
E que o sol dispare a sua fúria
Em todas as direcções.
E que a lua se entretenha
No seu jogo de brilhar.

Elefantemos portanto.

Ou,
Melhor dizendo,
Permitamos que um silêncio muito antigo
Venha
Carregado de silvos e sussurros
Venha
Conduzir-nos a palavra
Pelas veredas impalpáveis
Do mistério.
 
 
©José Fanha, Elefantemos 
Imagem: Em caminhos das Missões http://floripacool.wordpress.com/
 
José Fanha, poeta português a mim apresentado por António José Cravo, maravilhoso fotógrafo (também português), profundo conhecedor das artes em geral, e que tem a doce mania de nos presentar com coisas belas.

Obrigada!

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D