Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

lua e viola

lua e viola

01
Mai18

Fátima Bantim

lua e viola

13.jpg

... faz tanto tempo que encontrei esse poema em um blog de Fátima Bantim, sua própria autora... Me apaixonei... E de repente, muitos um tempo foram doces meninos (rs).


Quem és tu que vieste tão de repente,
que chegaste num momento não esperado,
não procurado

Que com palavras sábias, e ternas,
singelas e sinceras, conquistou o meu afeto,
minha admiração e minha confiança

Quem és tu que me despertou novas emoções
com apenas uma canção
uma canção em forma da mais doce voz...

A quem eu escutava e sentia vontade
de ensinar, de ajudar, de estar perto,
de apenas me fazer sentir presente...

Quem és tu com essa sabedoria e luminosidade
que carrega dentro de si 
que é tão forte a ponto de poder senti-la...

Que se faz presente
em meus pensamentos
mesmo estando ausente em presença...

Que conseguiu entrar dentro
do meu coração sem pedir licença,
sem pedir permissão, e que ficou aqui dentro
marcado feito uma tatuagem no meu peito...

Quem és tu, oh doce menino, 
a quem eu quero estar sempre ao lado
a quem eu quero confortar, a quem eu quero
estender minha mão e oferecer meu colo e meu ombro...

A quem eu pude olhar nos olhos
e ver o reflexo da pureza, da paz,
da harmonia e da compreensão...

Quem és tu que meus olhos refletiam
com tanta proximidade e tanta doçura,
com tanto afinco e gostar...

A quem os anjos aplaudem
e irradiam-se de alegria cada vez que
um sorriso brota de seu lindo rosto de menino...

Que emana graça, vida, luz,
generosidade, simplicidade e 
uma imensa tranquilidade e ternura...

Quem és tu, oh doce menino,
cujos olhos refletem o brilho das estrelas no céu,
a lua em toda e sua majestade e 
o reflexo de sua beleza nas águas do mar...

Cujas palavras são como a brisa das colinas,
como a beleza dos vales e como
o som das ondas quebrando na areia...

Quem és tu, cuja voz soa tão suave
aos meus ouvidos como a mais linda das canções
e me faz lacrimejar de emoção...

Que só de estar perto
faz meu coração palpitar, os meus olhos brilharem
e meus lábios sorrirem...

Que faz minh'alma se encher de alegria,
e meus pensamentos se voltarem
unicamente para os seus passos...

Quem és tu, oh quem és tu,
a quem meu coração chama, a quem minha alma clama
para expressar o que há de mais
lindo e profundo em mim...

Quem és tu, oh doce menino,
a quem mais inesperadamente entreguei
o melhor de mim...

O meu amor...


© Fátima R. Bantim, Quem és tu?
Imagem do filme "O fabuloso destino de Amélie Poulain", filme que eu amo.
 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D